close-icon

Quer mais facilidade?
Baixe o app da Medplan.

Fique por dentro

27/04/21 18:56 | NOTÍCIAS

Pandemia altera cuidados com a saúde bucal

 

A pandemia completou um ano no Brasil e muito tem sido avaliado sobre o que mudou durante esse período. As pessoas ficam mais em casa e muitas acabaram relaxando os cuidados com a saúde bucal. Além disso, o isolamento social também influencia nos hábitos alimentares, aumenta a frequência das refeições e o consumo de alimentos que podem aumentar o índice de cáries.

Por isso, a necessidade de manter os dentes livres de cáries, gengivites e de outras infecções tem levado à procura por informações sobre os melhores hábitos para manter uma higiene bucal adequada. Para a dentista Fabíola Serra, credenciada ao Medplan, a pandemia tem alterado a vida como um todo, inclusive nos cuidados com a saúde bucal. “Neste contexto atual, muitos indivíduos modificaram seus hábitos domésticos de higiene corporal como tomar banho e escovar os dentes, notadamente as crianças que continuam em casa realizando suas demandas escolares. Outro fator observado foi a prática de alimentação com mais açúcar (bolos, biscoitos, sorvete, refrigerante) e sem horários definidos”, destaca a especialista.

A dentista alerta também que o estresse gerado pela pandemia também afeta a saúde da boca. “Outro ponto muito relevante é o número crescente de diagnósticos em DTM (distúrbios da articulação temporomandibular) e cefaleias ocasionados pelo estresse e ansiedade gerados com o confinamento e medo da pandemia. Esses distúrbios são resultados de problemas no maxilar que podem se desenvolver por várias razões como traumas na articulação da mandíbula, ranger os dentes, estresse e tensão muscular”.

Assim como uma vida mais saudável pode ajudar na imunidade, uma boa saúde bucal também é fundamental. “O indivíduo que goza de boa saúde bucal pode alimentar-se mastigando plenamente os alimentos, aproveitando muito mais todas as propriedades físico-químicas destes. Além disso, ter dentes e tecidos bucais saudáveis garante equilíbrio ao organismo como um todo”, afirma Fabíola. A dentista reforça ainda que é possível ter hábitos que podem evitar o surgimento de problemas na boca. Confira orientações sobre saúde bucal:

  • O que causa cárie é o ácido produzido pelas bactérias da boca. Ao ingerir qualquer tipo de carboidrato, seja doce ou macarrão, pães ou frutas, esse processo tem início. Por isso, a escovação é imprescindível.
     
  • Consumo exagerado de bebidas ácidas como refrigerantes, sucos de frutas cítricas e bebidas esportivas pode estragar os dentes.
     
  • Nem toda cárie provoca dor, por isso, o check-up odontológico é fundamental.
     
  • Prevenção é a forma mais eficaz de evitar problemas na boca. A escovação dos dentes de forma correta duas ou três vezes ao dia e o uso do fio dental são essenciais.

Como escolher a escova de dente nas prateleiras

Para os cuidados necessários, ter uma boa escova de dente é primordial. Mas entre tantas opções de cores, tamanhos e texturas, escolher a melhor pode ser uma tarefa difícil. De acordo com a dentista Fabíola Serra, algumas informações podem ajudar nessa escolha.

“O que realmente vale a pena investir é em uma escova de cerdas macias, de preferência com superfície reta e pontas arredondadas. O tamanho da escova também deve ser compatível com o tamanho do corpo do usuário. Por isso existe escova para crianças, bebês mais jovens e adultos. O cabo da escova também merece atenção, este deve ser seguro, anatômico e de preferência não deslizante para evitar escapar durante a mastigação”, orienta Fabíola.

Para as crianças, a especialista também dá algumas dicas que incentivam o cuidado com os dentes. “Quanto à cor da escova, esta é muito mais uma experiência sensorial do indivíduo, portanto, pode optar pela cor preferida, inclusive este é um ótimo recurso motivacional às crianças e adolescentes”, frisa a dentista.

Ascom
Edição: C.S.